As séries em outras séries #51

Ontem estava assistindo um episódio de Friends quando acontece uma das referências mais engraçadas a série Buffy, a caça-vampiros. Em um episódio da sexta temporada (The One Where Chandler Can’t Cry), Joey descobre que Phoebe é atriz pornô e então vai na locadora para confirmar. Ele e Ross alugam o filme “Buffay, The Vampire Layer”, onde Phoebe Buffay é a estrela principal, ou melhor, sua irmã gêmea Ursula é a estrela. A malandra resolve usar o nome da Phoebe nos filmes.

image

image

Sempre que você assistir uma série mencionando outra, tire um print e mande em anexo para bruna_bottin@hotmail.com. Bora participar, você pode enviar vídeos também.

.

The Walking Dead renovada e meus pitacos sobre a série

Quem acompanha o blog sabe que eu não assito The Walking Dead, nada contra a super trama do canal AMC, simplesmente não sou fã de zumbis. A maioria dos posts com opinião sobre a série foram escritos pelo meu excelentíssimo namorado Daniel Schumacher. Ontem ele e meu cunhado estavam assistindo o segundo episódio da temporada atual e eu resolvi assistir junto. O bacana foi que mesmo sem ter acompanhado a primeira temporada, eu vi todos os quarenta minutos na boa e sem perder a paciência. Saiu a informação ontem que a série já garantiu a terceira temporada, consequência do recorde de audiência, e apesar de não ser surpresa para muitos, ontem pude confirmar que é realmente merecido todo o sucesso em volta da atração.

Óbvio que durante o episódio eu fiquei perdida em alguns pontos da história, mas no geral foi tudo muito bom. Não pretendo começar a assistir regularmente, pelo menos não agora, mas posso afirmar que The Walking Dead me agradou mais do que eu podia esperar.

No episódio Bloodletting Rick chega até a fazenda do Herschel, e já gostei muito do início, quando o Rick está correndo com seu filho Carl nos braços, que foi acidentalmente baleado no episódio anterior. Já devo comentar que adorei esse xerife e que o ator Andrew Lincoln desenvolve muito bem o personagem. Ver Herschel, que na verdade é um veterinário, realizando procedimentos médicos no pequeno Carl foi agoniante. Como falei logo no início do post, zumbis em geral não me agradam. Foram poucas as cenas com os mortos-vivos, mas mesmo assim a única coisa que eu pensava era como eles são burros. O que me chamou a atenção na série foi exatamente os personagens humanos, que são extremamente fáceis de acreditar e levar a sério. Com certeza não é simples uma série sobre zumbis ter uma ótima audiência em um episódio que os humanos foram o maior destaque.

Walking Dead faz bem o que se propõe a fazer, cenas de ação (que não foi o caso nesse episódio), mortos se levantando e comendo (ou tentando comer) os vivos e muita emoção em cima dos sobreviventes. A impressão que ficou em mim sobre a série é muito positiva, algo que eu ainda pretendo dar mais atenção.

.

Once Upon a Time – Primeiras impressões

Nunca havia imaginado uma série onde a trama toda gira em torno dos contos de fadas. Apesar de ter me animado desde a aprovação da série Once Upon a Time, mantive um pé atrás. Nem sempre o “diferente” é bom, mas após assistir ao episódio piloto ontem posso dizer que foi um bom começo.

A série inicia com o Príncipe Encantado indo salvar a Branca de Neve, aquele final feliz que nós já vimos milhares de vezes. Na hora do casamento a Rainha Má resolve aparecer e avisá-los que uma maldição chegará, e que será a vez do final feliz dela. Sua maldição consiste em aprisionar todos os personagens em uma cidade (Storybrooke) onde nenhum se lembra da sua verdadeira identidade. A única esperança é Emma Swan, filha da Branca de Neve com o Encantado, que foi salva da maldição através de uma árvore mágica e deve retornar a cidade após completar 28 anos.

Once Upon a Time utiliza flashbacks para apresentar os personagens dos contos de fadas e do mundo real. Essa troca de realidades foi muito bem desenvolvida, pois conseguimos entender com clareza a transição de um mundo para o outro. Em Storybrooke a Rainha Má é a Prefeita Regina, uma mulher poderosa e mãe adotiva do menino Henry, que na verdade é filho biológico da Emma. Branca de Neve é a professora primária Mary e o Príncipe Encantado está em coma como um desconhecido.

Na vida real Emma é o tipo de mulher badass, vive sozinha, seu trabalho é de caráter duvidoso e não tem muito jeito com criança. Henry foi em busca da sua mãe verdadeira pois ele é o único que sabe o que realmente aconteceu em Storybrooke, no final do episódio Emma resolve ficar uma semana na cidade como seu filho pediu, e o tempo, antes congelado, volta a funcionar.

Once Upon a Time foi criada e escrita pela dupla Adam Horowitz e Edward Kitsis, ambos já trabalharam como roteiristas em Lost. Com um episódio piloto muito bem desenvolvido, aposto nos contos de fadas como a surpresa dessa fall season. Para o pessoal que gosta de fantasia, Once Upon a Time merece estar presente na sua watchlist.

.

Sneak Peeks e fotos promocionais de Community

Notaram que semana passada não tivemos a nossa dose de Community? Pois é, mas não se preocupem, pois essa semana a série vai apresentar seu especial de Halloween. Como já vimos na temporada passada (no episódio Epidemiology) Community não poupa esforços quando o assunto é criatividade, e Halloween é a desculpa perfeita para um episódio cheio de referências e maluquices. Horror Fiction in Seven Spooky Steps vai ao ar nessa quinta-feira nos EUA, abaixo vocês podem conferir duas sneak peeks e algumas fotos promocionais do episódio, cliquem nas imagens para ampliar.

.

As séries em outras séries #50

No sexto episódio (Smells Like Teen Spirit) da terceira temporada de The Vampire Diaries, Elena está se exercitando para ficar mais forte e se defender contra futuros ataques de alguns vampiros quando Damon chega. Na cena, Damon chama Elena de Buffy, fazendo uma brincadeira com a antiga heroína da série Buffy, a Caça-vampiros.

Participe da sessão As séries em outras séries. Basta enviar um print ou vídeo para o e-mail bruna_bottin@hotmail.com com a cena em questão. Se você também acha graça dessas referências, bora participar.

.

Novo cartaz da série Ringer

Vocês estão acompanhando a nova série da atriz Sarah Michelle Gellar? Por falta de tempo eu só assisti ao piloto. A série já garantiu a primeira temporada completa, será que vai conseguir ser renovada para a segunda? Ainda é cedo para dizer. Ringer dividiu bem o público, muitos amaram a série incondicionalmente, já tantos outros não pouparam esforços na hora de criticar. Ringer estreia no Brasil na segunda-feira, dia 24, pelo canal Studio Universal.

.

Dina Meyer em 90210

A atriz Dina Meyer, conhecida principalmente pelos filmes Jogos Mortais, irá participar da série 90210. Dina interpretará uma agente de modelos que irá se interessar, profissionalmente, pela carreira de Liam (Matt Lanter). Uma curiosidade, Dina Meyer participou da primeira versão de 90210. Em 1995 ela era Lucinda Nicholson, uma professora casada que teve um caso com o protagonista da série, Brandon Walsh. Sua aparição na quarta temporada da atual série 90210 é prevista para os episódios de novembro.

.

Soundtrack de Sexta-feira – The Secret Circle

O meu blog possui uma ferramenta que mostra os termos de busca que os leitores usaram para chegar até aqui. Nas últimas semanas reparei que muita gente anda procurando a trilha sonora de The Secret Circle. Resolvi unir o útil ao agradável, então no soundtrack de hoje vamos escutar algumas músicas que tocaram nesses seis primeiros episódios. A trilha sonora da série é realmente boa, bora conhecer? Busquei uma música de cada episódio.

  • MNDR – I Go Away (Pilot)

.

  • Uh Uh Her – Never The Same (Bound)

.

  • Adele – Lovesong (Loner)

.

  • Graffiti6 – Stare Into The Sun (Heather)

.

  • Washed Out – You and I (Slither)

.

  • The Joy Formidable – The Greatest Light The Greatest Shade (Wake)

.

Os primeiros 9 minutos de Once Upon a Time

Nos últimos anos os canais americanos andam adotando a tática de disponibilizar antes da estreia de uma série os primeiros minutos, ou as vezes até o episódio inteiro. Game of Thrones é um exemplo, a série épica da HBO também teve seus primeiros 15 minutos divulgados mais cedo. Seguindo essa linha, o canal ABC liberou ontem a noite os primeiros 9 minutos da série Once Upon a Time. Infelizmente ainda está sem legenda, mas vocês já podem conferir aqui no blog o início do piloto e ter uma ideia do que esperar do resto.

Ansiosos? Once Upon a Time estreia no domingo dia 23 nos EUA e ainda não tem previsão no Brasil.

.

Comentários sobre “The Reckoning” – The Vampire Diaries

São poucas as séries que conseguem manter a mesma qualidade, ou até mesmo qualidade superior, durante suas temporadas. The Vampire Diaries realmente merece um destaque nessa posição, pois se existe uma série que consegue deixar seus fãs ansiosos e satisfeitos, essa série é Vampire Diaries.

Do início ao fim do episódio The Reckoning os telespectadores ficaram nervosos com as cenas de tensão. Todos estavam preocupados com o que ia acontecer ao final dos 20 minutos que Klaus deu a Bonnie para encontrar a resposta da sua incapacidade de transformar outros lobisomens em híbridos. As cenas do Stefan com a Elena foram barbáras. O meu medo era ver no Stefan (versão bad boy) uma caricatura do Damon quando ele chegou na primeira temporada da série, mas ainda bem que vem sendo o oposto disso. Até quem não curte o personagem tem que dar os parabéns, Stefan mostrou nesses cinco episódios que é capaz de muita coisa.

Katherine está excelente também, não sabia muito bem como ela iria agir nessa nova temporada, mas estou achando ótimo que ela continua com a sua principal característica “cada um por si”. Sua intenção não é salvar a Elena e nem ninguém, Katherine quer simplesmente se ver livre do Klaus e irá buscar aliados aonde for preciso. Espero por mais cenas quentes entre ela e o Damon, a química entre os dois personagens funciona muito bem.

O grande destaque desse episódio foi a descoberta do Klaus sobre a maldição. Engenhoso todo o feitiço, né? Para Klaus poder ser híbrido ele tinha que matar a doppelganger, mas para criar outros da raça dele, ele precisaria do sangue dela. Adorei também o final, com o Stefan voltando a morar na sua casa e não dando a mínima para a Elena e o Damon. Perdeu de vez a humanidade que ainda existia e podemos nos preparar para ver mais maldade da parte dele nos próximos episódios.

As duas coisas que eu não gostei em The Reckoning foi o Tyler se transformar em híbrido e o Klaus fugir tão rapidamente apenas com a ameaça do Damon sobre o vampiro que caça-vampiros, Mikael. Achei que a transformação do Tyler foi apressada e a fuga do Klaus simplesmente não combina. Mesmo assim, ambas as coisas não interferiram no excelente episódio que The Reckoning foi.

Já estão contando os minutos para o próximo episódio? Então assistam a promo de Smells Like Teen Spirit.

.